Pinóquio - página 1/3 

www.tendencia.cc

Alentejanos  

 

 

Pinóquio O Menino Cara de Pau

 

Aos 57 anos de idade, Maikol Jepetoson era um homem profundamente

 infeliz.

Apesar de ter um parque de diversões e um cinema particular, de possuir

 uma coleção de brinquedos maior que todo o estoque da DB Brinquedos,

 Jepetoson sentia-se muito solitário em sua modesta mansão de 124 cômodos

 e já não conseguia controlar os seus milhões de dólares espalhados pelos

 quatro cantos do mundo.

Sua infância foi marcada por uma relação dolorida com o seu pai. Era ainda

 adolescente quando fundou um conjuto musical e, junto com seus irmãos,

 compôs uma música chata e comprida que acabou fazendo um sucesso enorme.

Aos 20 anos, o grupo se desmanchou e ele resolveu cantar sozinho. Em pouco

 tempo tornava-se um mega-star!

Jepetoson levou um susto tão grande com o seu rápido sucesso que ficou branco!

Apaixonado pelas crianças, freqüentemente ele as convidava para passar o final

 de semana na sua mansão. Até que um dia, foi acusado de pedofilia.

A mãe de um garoto de 10 anos queixou-se à polícia que o sr. Jepetoson tinha

 convidado o seu filho para passar um final de semana em sua mansão e, na 

ocasião, aproveitou-se do garoto, obrigando-o a ficar o dia todo brincando na

 sua Roda Gigante.

O escândalo alastrou-se pelo mundo todo mas, três milhões de dólares mais 

tarde, o juiz percebeu que tinha cometido um equívoco, desculpou-se perant

e o público e obrigou a mãe do menino a interná-lo em uma clínica para doentes

 mentais.

Para contrariar a imprensa, que questionava suas preferências sexuais, 

Jepetoson resolveu casar-se para provar que viado era a mãe e já que não

 podia brincar com as crianças dos outros, ele iria ter as suas próprias. Para

 esposa, escolheu a filha do Princesa do Rock. Mas, ela não agüentou muito

 tempo e pediu o divórcio alegando que o marido - que, sabidamente tinha

 afinidade por sapos, escorpiões, iguanas, e, principalmente cobras - odiava

 aranhas.

Entristecido com esse episódio e lamentando não poder mais trazer as crianças

 para brincar com ele, Jepetoson passou a viver infeliz e isolado do mundo.

Certa manhã, ao acordar, teve uma idéia brilhante.

Mandou chamar o melhor marceneiro do mundo e pediu para que ele fabricasse

 um menino de madeira.

- Que lindo! - exclamou Jepetoson ao ver a réplica perfeita que o marceneiro lhe

 entregava uma semana mais tarde. - Me apaixonei!

Correu para o quarto com o menino debaixo do braço, trancou a porta e baixou-

-lhe as calças.

- Oh! - exclamou ele, espantado ao ver o pingolim do menino. - Que filho da puta

! Eu falei prá aquele desgraçado não economizar madeira. - Luciiiiiidio! - berrou

 ele,sem conter a raiva.

Logo, um crioulo enorme apareceu na porta.

- Pois não, sr. Maikol!

- Cadê o filho da puta?

- Qual deles?

- Aquele que fez esse boneco ho-rro-ro-so!

- Ele já foi embora! Mas, eu pensei ter ouvido o senhor dizer que achava o boneco

 lindo!

- Lindo? Essa coisa?? Dá uma olhada no tamanho do pirulito dele! Aposto que foi

 feito com madeira japonesa!! Que horror!!!

E começou a chorar descontroladamente.

- Sr. Maikol, eu sinto muito...

- Vai embora! - disse o cantor em prantos. - Eu quero ficar só!

Jepetoson atirou-se na cama e ficou ali prostrado durante horas, soluçando, 

lamentando a incomensurável catástrofe que se abatera sobre ele.

Quando acordou, algumas horas depois, Pinóquio estava sentado sobre a cama, 

acariando-lhe os cabelos.

- Meu Deus - murmurou assustado. - O boneco está se mexendo! Acho que fiquei

 completamente louco!

- Não se preocupe, Maikol - replicou o boneco. - Você não está louco não.

 Enquanto  você dormia, eu recebi a visita de uma fada muito bondosa que

 me transformou num menino de verdade!

- Menino de verdade, não! - corrigiu uma vozinha fina de uma criatura sobre o 

ombro de Pinóquio. - Você ainda é um boneco de madeira, só que pode falar,

 andar e fazer outras coisinhas!

- Quem é essa coisa? - perguntou Gepetoson, curioso.                             continua....

 
Amigos    
Aulas    
Animais    
Anões    
Azares    
Bêbados    
Brasileiros    
Carros    
Cegos    
Ciganos    
Cuba    
Elefantes    
Épocas    
Era_uma_vez    
Expressões    
Especialistas    
Estrangeiros    
Família    
Fantasias    
Festas    
Futebol    
Farmácia    
Filmes    
Gagos    
Gays    
Geral    
Jovens    
Loiras    
Lojas    
Mortes    
Médico    
Nazis    
Namorados    
Naufrágios    
O_que_é?    
Os_Se´s    
Porcas    
Precoces    
Pais e filhos    
Países    
Patrões    
Peidos    
Policias    
Pretos    
Restaurantes    
Religião    
Ricos    
Roubos    
Sádicos    
Samora    
Sexo    
Casamento    
Sogras    
Sortudos    
Transportes    
Teste    
URSS    
Vida Conjugal    
Rainha da Noite    
Romeu    
Adivinha    
Verdades    
Linguagem    
Pinóquio    
Bolo_Amor    
Químico    
Alentejana    
Contradições    
Matemáticas    
Dicionário    
Ignorantes    
Engano    
Confusão  
 
Remador    
Palavra  
Pensamentos  
Seguinte » Pinóquio »1 2 3